Ir direto para menu de acessibilidade.
Você está aqui: Página inicial > Campi > Páginas > Internacional > Internacional > Consulado do Peru irá apoiar ações de intercâmbio do IFAC
Início do conteúdo da página

Consulado do Peru irá apoiar ações de intercâmbio do IFAC

Última atualização em Quarta, 20 de Julho de 2016, 10h21

Parcerias bilaterais estão sendo alicerçadas para impulsionar pesquisas e intercâmbio sobre a região de fronteira

O Instituto Federal do Acre caminha além fronteiras para buscar parceiros para acordos bilaterais que venham a contribuir com o Ensino, a Pesquisa e a Extensão. Visitas técnicas para alicerçar este objetivo estão sendo traçadas para este segundo semestre de 2016. A reitora, Profa. Rosana Cavalcante dos Santos, e a coordenadora de Projetos Internacionais da Pró-reitoria de Extensão, Maria Freire da Costa, estarão com agendas no Peru para diálogos com as universidades federais Mayor de San Marcos (a mais antiga universidade da América do Sul com 465 anos), Del Callao, Amazônica de Madre de Dios e Agraria La Molina. 

Para tratar sobre este e outros assuntos, a diretora de Relações Internacionais, Profa. Iliane Tecchio, se reuniu nesta terça-feira, dia 19, com o consul Geral do Peru, senhor Félix Gérman Vásquez Solís. A coordenadora de Projetos Internacionais, Maria Freire, o coordenador de Apoio Socioeconômico da Diretoria Sistêmica de Assistência Estudantil, Edu Gomes da Silva, e a jornalista Ana Santos (membro da Comissão de Estudos sobre Educação de Fronteira) acompanharam a diretora na visita ao consul.

 Profa. Iliane Tecchio apresentou o IFAC e falou das parcerias internacionais bem sucedidas que já existem como o New York Botanical Garden e com o Instituto Politécnico Castelo Branco – IPCB de Portugal.

 Sobre as visitas técnicas que estão sendo organizadas, Maria Freire explicou que cada instituição foi criteriosamente escolhida por ter linhas de atividades educacionais e de pesquisa próximas as ofertadas pelo IFAC.

 O consul do Peru, senhor Félix Gérman, parabenizou a iniciativa e se colocou a inteira disposição para auxiliar com as orientações, trâmites e com o intermédio junto às universidades.  “Recentemente visitei o Instituto Federal de Mato Grosso – IFMT onde estamos traçando parcerias também”, contou.  Segundo o consul, hoje 800 doutores pesquisadores peruanos vivem no Brasil. “Mas eles prestam serviço ao nosso País pelo investimento público que fizemos, ofertando conhecimento, mesmo a distância, orientando as pesquisas dos nossos jovens”, narrou.

 Educação de Fronteira 

Sobre a comissão de estudos e grupos de trabalho e de pesquisa do IFAC para a Educação de Fronteira, o consul peruano disse ainda que é um avanço significativo nas relações de integração. “Estamos instalando em Puerto Maldonado uma escola modelo. E o sistema de avaliação do Peru está sendo mudando de notas para conceitos”, contou.

A expectativa é que as parcerias do IFAC com instituições peruanas venham a fortalecer os centros de idiomas, o intercâmbio de professores e estudantes, e as pesquisas sobre a região Amazônica em que os dois territórios fronteiriços estão situados.

Fim do conteúdo da página