Ir direto para menu de acessibilidade.
Você está aqui: Página inicial > Comitê Central COVID-19 > Comitê valida recomendações e orientações dos protocolos de biossegurança do Ifac
Início do conteúdo da página
covid-19

Comitê valida recomendações e orientações dos protocolos de biossegurança do Ifac

Documento foi elaborado por servidores, por meio de grupos de trabalho temáticos, já está sendo executado e também terá continuidade após o fim da pandemia

  • Publicado: Segunda, 14 de Setembro de 2020, 09h15
  • Última atualização em Terça, 15 de Setembro de 2020, 11h21

O Instituto Federal do Acre (Ifac) publicou, nesta segunda-feira (14.09), as “Recomendações e Orientações de Biossegurança para Retomada das Atividades Presenciais”. O documento, que foi elaborado por grupos de trabalho formados por servidores dos seis campi e Reitoria, já está sendo executado e também terá continuidade após o fim da pandemia pelo novo coronavírus (Covid-19). As recomendações e orientações foram validadas pelo Comitê Central de Acompanhamento da Ameaça do Coronavírus (Covid-19) do Ifac, em reunião realizada no dia 31 de agosto.

Clique aqui para acessar as Recomendações e Orientações de Biossegurança

Conforme explica a reitora do Ifac e presidente do Comitê Covid-19, Rosana Cavalcante dos Santos, o trabalho para desenvolvimento das recomendações e orientações foi iniciado após a suspensão das atividades presenciais no Ifac, em março deste ano, devido à pandemia. Segundo ela, os grupos equipes foram divididos a partir das áreas de Sanitização, Cuidado e Humanização, Organização e Funcionamento do Ensino, Comunicação, Novas Tecnologias, Orçamento e Eficiência da Gestão.

“O objetivo desse documento é fornecer orientações para que a retomada das atividades presenciais aconteça de forma responsável e gradativa, quando autorizada pelas autoridades sanitárias e governamentais, como Organização Mundial da Saúde (OMS), Ministério da Saúde e Governo do Estado. Temos vivenciado um momento atípico e de incertezas, por isso temos atuado de forma participativa e colaborativa, sempre tendo como propósito o bem estar e a saúde de todos os nossos servidores e estudantes”, destacou Rosana Cavalcante dos Santos. 

O documento também será compartilhado com estudantes e servidores, para que as orientações e recomendações sejam executadas de forma adequada e assertiva. "Estamos preparando uma campanha em que usaremos todos os recursos comunicacionais para que as comunidades, interna e externa do Ifac, se apropriem desse documento e possam ter um retorno com segurança", disse Rosana Cavalcante dos Santos. 

A partir das orientações e recomendações, a expectativa é de que os servidores e estudantes possam retomar as atividades de forma segura e na certeza de que o Ifac está preocupado com a vida. 

“O retorno das atividades presenciais, quando autorizado, será feito de forma segura. E o Ifac tem, nesses meses de isolamento social e trabalho remoto, se preparado para receber os nossos servidores e alunos, em uma nova vivência. A expectativa é de que esse documento também possa mitigar as consequências negativas e prejuízos para o Ifac e sua comunidade acadêmica”, destacou a coordenadora do projeto, Girlen Nunes dos Santos.

A elaboração do documento foi desenvolvida a partir de estudos e webconferências realizadas pelos membros dos grupos de trabalho de cada área. Além disso, antes da aprovação junto ao Comitê Coivid-19 do Ifac, os documentos foram apresentados aos servidores dos campi e Reitoria, para que os mesmos pudessem opinar e tirar dúvidas antes de sua publicação.

registrado em: ,
Fim do conteúdo da página