Ir direto para menu de acessibilidade.
Você está aqui: Página inicial > Últimas Notícias > Reitoria > Programas Especiais > PRONATEC > Aulas do curso de Higienista de Serviços de Saúde são iniciadas em Rio Branco
Início do conteúdo da página
PRONATEC

Aulas do curso de Higienista de Serviços de Saúde são iniciadas em Rio Branco

As atividades estão sendo realizadas no Centro da Juventude, em Rio Branco

  • Publicado: Quarta, 30 de Novembro de 2016, 12h55
  • Última atualização em Quarta, 30 de Novembro de 2016, 17h51

Foram iniciadas as aulas da primeira turma do curso de Higienista de Serviços de Saúde, do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) promovido pelo Instituto Federal do Acre (IFAC). O curso, que teve início no dia 10 de novembro, está sendo realizado no Centro da Juventude, em Rio Branco. O curso faz parte da formação profissionalizante presente no Programa Mulheres Mil, que é destinado a mulheres que vivem em situação de vulnerabilidade social e econômica.

Na oportunidade, as novas alunas também foram apresentadas as informações referentes ao funcionamento do Pronatec e do conteúdo programático do curso a ser ministrado. Também foram distribuídos materiais didáticas, como farda, caderno, caneta, lápis, squeeze, necessaire, régua e bloco de anotação. As jovens também serão beneficiadas com bolsa formação-trabalhadora.  

Para a aluna Cleodiane Souza de Arruda, o curso é uma oportunidade para melhorar de vida. “Estou muito feliz por ter sido aprovada no processo seletivo. Sempre foi o meu sonho fazer um curso na área da saúde. Espero que ao concluir o curso eu possa conseguir um emprego”, disse.

As aulas são realizadas durante o período vespertino e atualmente a turma conta com 32 mulheres. Durante a cerimônia de abertura do curso, além da coordenadora do Pronatec-Mulheres Mil, Mariete Buriti, também participou do evento a coordenadora Adjunta no Baixo Acre, Rubya Mara Martins.

Para Mariete Buriti, o programa de qualificação de mulheres contribui não apenas para a inclusão no mercado de trabalho, mas também para a participação da mulher junto à sociedade. “Temos na grade do programa Mulheres Mil, atividades práticas e também temas relevantes que ajudaram essas mulheres a conhecer melhor os seus direitos”, concluiu.

 

Fim do conteúdo da página