Ir direto para menu de acessibilidade.
Você está aqui: Página inicial > Últimas Notícias > Campus Rio Branco > Campus Rio Branco realiza abertura do “Novembro Negro”
Início do conteúdo da página
Campus Rio Branco

Campus Rio Branco realiza abertura do “Novembro Negro”

O evento, que vai até o dia 14 de novembro, é realizado pelo Núcleo de Estudos Afro-brasileiros e Indígenas em parceria com a Seção Sindical Sinasefe Rio Branco

  • Publicado: Terça, 12 de Novembro de 2019, 14h04
  • Última atualização em Terça, 12 de Novembro de 2019, 14h10

 

O Instituto Federal do Acre (Ifac) campus Rio Branco iniciou na segunda-feira (11.11) o “Novembro Negro: por igualdade de oportunidades”. O evento, que vai até o dia 14 de novembro, é realizado pelo Núcleo de Estudos Afro-brasileiros e Indígenas (Neabi) em parceria com a Seção Sindical Sinasefe Rio Branco. Estiveram presentes na abertura do evento alunos, servidores e comunidade.

A mesa de honra foi composta pelo reitor substituto do Ifac, Ubiracy Dantas, pelo diretor geral do campus Rio Branco, Wemerson Fittipaldy de Oliveira, pela coordenadora do Neabi do campus Rio Branco, Alcilene Alves, o coordenador do Sinasefe Rio Branco, João Cabral e pela coordenadora do Departamento de Promoção da Igualdade Racial da Prefeitura, Elza Lopes.

Logo após a formação da mesa, foi exibido um vídeo com um quiz de perguntas e respostas sobre o tema da escravidão.

Confira o Quiz sobre Consciência Negra clicando aqui

A coordenadora do Neabi salientou o papel da educação na discussão sobre o racismo e a importância da lei nº 10.639/2003 que instituiu o estudo sobre a história e cultura afro-brasileira e indígena no currículo escolar.

Após a cerimônia de abertura, o público assistiu a uma palestra com a coordenadora do Departamento de Promoção da Igualdade Racial da Prefeitura, Elza Lopes, sobre o racismo institucional e a condição da mulher negra na sociedade. Ela destacou a importância de promover o debate sobre a igualdade de oportunidades para as pessoas negras que representam mais de 50% da população brasileira.

Atividades

Durante toda a semana, diversas atividades serão realizadas no campus Rio Branco como parte da programação do “Novembro Negro”. Entre as atrações, estão as salas temáticas que vão abordar temas da cultura e história afro no Brasil. Uma dessas salas foi proposta pelos alunos do 1º ano do Curso Integrado em Edificações. “Há uns três meses a gente vem pensando nesse evento e fomos chamando outros colegas para colaborar com mais ideias”, comentou a estudante Estéfane de Oliveira.

O discente Andreilson Ferreira contou que a atividade tem o objetivo de acabar com alguns estereótipos e ideias do senso comum sobre a questão do movimento negro. “Queremos desmitificar alguns preconceitos e estereótipos que as pessoas tem, que não são verdadeiros. Preparamos a sala pensando no nosso público, que é gente da nossa idade, nossos colegas. Vamos abordar questões como cotas, religião, cultura... tentamos fazer um resumo das principais coisas que as pessoas têm como senso comum, mas que precisam ser desmitificadas”, explicou.

Além das salas temáticas, a programação conta com palestras, rodas de conversa, oficinas, brincadeiras, sarau e exibição de documentários até o dia 14. Somado à programação do Novembro Negro, o projeto “Cinema no Intervalo” vai exibir filmes com tema sobre consciência negra durante todo o mês. Todas as atividades são abertas ao público. (Clique aqui para ver toda a programação)

A semana é realizada em alusão ao 20 de novembro, Dia da Consciência Negra, data da morte de Zumbi dos Palmares, líder da resistência contra a escravidão no período colonial.

registrado em: ,
Fim do conteúdo da página