Ir direto para menu de acessibilidade.
Você está aqui: Página inicial > Últimas Notícias > Campus Rio Branco > Campus Avançado Baixada do Sol > Workshop de Práticas Agroecológicas tem início no campus Baixada do Sol
Início do conteúdo da página
Campus Avançado Baixada do Sol

Workshop de Práticas Agroecológicas tem início no campus Baixada do Sol

Primeiro dia do evento contou com acolhida dos participantes, mesa redonda, reunião da Comissão da Produção Orgânica do Acre; atividades serão realizadas até 26 de abril

  • Publicado: Quarta, 25 de Abril de 2018, 11h25
  • Última atualização em Segunda, 13 de Agosto de 2018, 07h38

A abertura do Workshop de Práticas Agroecológicas, realizada nessa quarta-feira (25.04), no campus Avançado Baixada do Sol, do Instituto Federal do Acre (Ifac), contou com uma homenagem aos quatro elementos da natureza e apresentação dos participantes, formada por agricultores, alunos, docentes e representantes de organizações governamentais e não-governamentais.

Na abertura, a reitora do Ifac, Rosana Cavalcante dos Santos, deu boas-vindas aos participantes, destacando que a instituição está de portas abertas para recebê-los e promover a discussão sobre a temática. O evento faz parte também dos projetos desenvolvidos na instituição e que contam com financiamento de editais internos do Ifac, através da Pro-Reitoria de Extensão (Proex) e editais externos do CNPq, através do CVT Agroecologia Acre.

“Estes dois dias serão de troca de informação sobre práticas agroecológicas e esperamos aproximar os produtores rurais do Ifac, como instituição, bem como oferecer aos nossos alunos o contato com o público que eles irão se trabalhar”, ressaltou Rosana Cavalcante dos Santos.

A reitora destacou que desde 2014 o Ifac tem assumido um papel de liderança na temática da Agroecologia, seja com a participação na Semana de Alimento Orgânico, seja através das ações desenvolvidas nos três campi que oferecem cursos técnicos e superiores em Agroecologia. “Hoje, no campus Baixada do Sol, estamos numa área de 30 mil metros quadrados, mas em 2020 estaremos com 450 hectares, devido a cessão da Escola da Floresta, pelo Estado”.

Sobre o evento, Rosana Cavalcante dos Santos lembrou ser muito importante para a instituição, a realização do workshop, cujas ações transcendem as salas de aula. “Esse é o nosso objetivo, a nossa missão: atuar, apoiar e dar o suporte necessário aos produtores rurais e às instituições que trabalham com a produção orgânica. Hoje estamos realizando a abertura de um evento que tem o apoio das organizações e instituições que trabalham com a produção de alimentos orgânicos”.

Para o consultor de Conservação do Programa Amazônia da WWF Brasil, Flávio Quental Rodrigues, a instituição faz parte de uma rede de Agroecologia que é composta de produtores, comunidades, instituições governamentais e não-governamentais, movimentos sociais e tem a missão de fortalecer a sociedade civil no desenvolvimento de um projeto diferenciado para o Estado do Acre em bases agroecológicas.

Ele acredita que eventos como o workshop valoriza os agricultores familiares que produzem de forma orgânica, de forma artesanal e que estão buscando uma organização social e da produção até chegar ao público consumidor. “A participação ativa de todos os segmentos da sociedade civil, movimentos da agricultura familiar, movimento indígena, extrativista, de jovens e das mulheres, professores e estudantes, oferece a possibilidade de avançar na produção orgânica”.

Um dos participantes do workshop, Gersinho Vieira Apurinã, agente agroflorestal e agricultor familiar, destaca que o evento oferece a troca de experiências. “É muito importante como indígena, participar desses eventos, pois estamos trabalhando há décadas com produtos orgânicos. Aqui poderemos valorizar a produção orgânica, porque através desse trabalho que levaremos qualidade de vida para a população. Participar desse tipo de evento contribui para a conscientização e de respeito ao meio ambiente”.

A primeira atividade do Workshop foi a mesa redonda que contou com a mediação de um representante da Pesacre e participação da Associação de Certificação Socioparticipativa da Amazônia (ACS-Amazônia), da Amoprex, estabelecida na Reserva Extrativista Chico Mendes, de lideranças indígenas e da WWF Brasil. Nesta quinta-feira (26.04), as atividades seguem em um dia de campo com a visita ao grupo de agricultores orgânicos do Moreno Maia. Além disso, o workshop é preparação para IV ENA - Encontro Nacional de Agroecologia.

Fim do conteúdo da página