Ir direto para menu de acessibilidade.
Você está aqui: Página inicial > Últimas Notícias > Campus Tarauacá > Docente do Ifac publica livros sobre educação e filosofia
Início do conteúdo da página
Campus Tarauacá

Docente do Ifac publica livros sobre educação e filosofia

Obras foram lançadas em formato e-book e estão disponíveis para download gratuito

  • Publicado: Quinta, 26 de Dezembro de 2019, 08h53
  • Última atualização em Quinta, 26 de Dezembro de 2019, 09h08
imagem sem descrição.

O docente do Instituto Federal do Acre, Tayson Ribeiro Teles, lançou dois livros nas áreas de educação e filosofia. As obras, que foram publicadas em formato e-book, estão disponíveis para download gratuito sob os títulos “Política de Cotas da Educação Brasileira: o Estado erigindo equidade” e “Filosofia e Linguagem: Estudos Bakhtinianos”. Ambos os livros foram publicados pela editora Pimenta Cultural, de São Paulo. 

Conforme explica Tayson Teles, que é docente do campus Tarauacá na área de Economia e Gestão de Finanças e Comércio, e líder do grupo de pesquisa Núcleo de Pesquisas em Gestão e Negócios do Acre (NUPEGEN-Acre), a obra “Política de Cotas da Educação Brasileira: o Estado erigindo equidade” faz uma análise da atual Política da Cotas da Educação Superior e Técnica Brasileira, baseada na Lei Federal n. 12.711/2012 e no Decreto Federal n. 7.824/2012.

Ainda de acordo com o professor, o livro [Política de Cotas da Educação Brasileira: o Estado erigindo equidade] vem buscar “analisar se a Política de Cotas brasileira viola ou não o princípio constitucional da igualdade, estampado no Art. 5º da Constituição Federal de 1988”. Porém, como resposta Tayson Teles concorda com o que disse o Supremo Tribunal Federal, no sentido de que a cotas são constitucionais. Mas, a única coisa ruim nas cotas é que, segundo a lei, elas devem ser ‘revistas/reavaliadas’ depois de 10 anos de vigência, logo, em 2022”. 

“Torçamos para que a Lei de Cotas, em 2022, seja renovada, assim como a mesma para concursos públicos federais, que é de 2014, e em 2024 será revista. As cotas devem existir por muito tempo. São 519 anos de escravidão, exploração e preconceitos. Não podemos aceitar somente dez anos de justiça. A Política de Cotas no ensino brasileiro não pode acabar, pois é positiva, justa, benéfica e constitui-se como ação do Estado, da República Brasileira, promovendo a equidade. A igualdade total é infactível. Mas, a equidade, ou seja, a igualdade de oportunidades, essa é totalmente possível. Dê as vagas, as condições (bolsas permanência etc.), dê a chance, e as pessoas pobres, indígenas e negras estudarão e atuarão como excelentes profissionais no mercado de trabalho”, ressaltou Tayson Teles.  

A segunda obra, “Filosofia e Linguagem: Estudos Bakhtinianos”, trata de três pesquisas que se relacionam com os estudos filosóficos e linguísticos de Mikhail Bakhtin, Valentin Voloshinov e Pavel Medvedev. Os três estudiosos, que são considerados pensadores russos do século XX, foram liderados por Bakhtin e formaram o grupo de estudos chamado “Círculo de Bakhtin”. Os conhecimentos disseminados pelos três autores são utilizados no meio acadêmico ocidental até os dias de hoje.

Conforme explica Tayson, a obra [Filosofia e Linguagem: Estudos Bakhtinianos] conta com 75 páginas e três capítulos, sendo dois de sua autoria, assim como também o prefácio da obra, e um capítulo assinado por Fernando Barcellos Razuck e Renata Cardoso de Sá Ribeiro Razuck. Dentre as temáticas abordadas estão a apresentação de Bakhtin a quem não o conhece ainda, sintetizando sua história de vida e seu pensamento. “É uma superficial análise biográfica descritiva do homem Bakhtin”.

 

Clique nas imagens e baixe as obras gratuitamente

Além disso, o livro também traz reflexões sobre alguns conceitos-chave do filósofo e filólogo russo. Segundo Teles, “Bakhtin falou sobre muitos assuntos e no livro são abordados cinco de seus precípuos temas: Enunciação Concreta (ou Enunciado Concreto), Ideologia, Dialogismo, Polifonia e Gêneros do Discurso”, explica Tayson Teles.

A obra ainda apresenta uma análise psicologia histórico-social, da qual Bakhtin é um dos principais expoentes. Assinado por Fernando Barcellos Razuck e Renata Cardoso de Sá Ribeiro Razuck, o capítulo vem destacar que essa psicologia possui grande relevância em diferentes áreas do conhecimento, inclusive em discursos que envolvem a Comunicação Científica. “É uma revisão de publicações sobre Comunicação Científica que utilizam Bakhtin como referencial teórico, principalmente àquelas relacionadas ao processo de educação científica”.

Os dois livros possuem os registros ISBN e DOI e estão disponíveis para download no site da Pimenta Cultural, no Google Books, no SlideShare, no 4Shared e no Dropbox. Atualmente, a Editora Pimenta Cultural possui Conselho Editorial Científico composto por pesquisadores de diversas instituições do Brasil.

(Texto: Tayson Ribeiro Teles - Campus Tarauacá/Ifac)

registrado em: ,
Fim do conteúdo da página