Ir direto para menu de acessibilidade.
Você está aqui: Página inicial > Últimas Notícias > Reitoria > Ensino > Em menos de dois anos, IFAC tem 90% dos cursos superiores reconhecidos pelo MEC
Início do conteúdo da página
Ensino

Em menos de dois anos, IFAC tem 90% dos cursos superiores reconhecidos pelo MEC

O reconhecimento integra a Lei do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior  

  • Publicado: Sexta, 03 de Março de 2017, 10h21
  • Última atualização em Quarta, 08 de Março de 2017, 14h33

 

Cerca de 90% dos cursos superiores do Instituto Federal do Acre (IFAC) já receberam reconhecimento do Ministério da Educação (MEC). Dos 14 cursos de nível superior ofertados pela instituição, 12 já contam com portaria de reconhecimento publicada junto ao Diário Oficial da União. O reconhecimento faz parte da Lei do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior.

Atualmente, os cursos reconhecidos do IFAC são os de Tecnologia em Agroecologia (campus Cruzeiro do Sul), Processos Escolares (Cruzeiro do Sul), Logística (campus Rio Branco), Agroindústria (campus Xapuri), Agroecologia (campus Xapuri), Gestão Ambiental (campus Xapuri), Licenciaturas em Física (campi Cruzeiro do sul e Sena Madureira), Química (campus Xapuri) e Matemática (campus Cruzeiro do Sul).

Recentemente, o Instituto Federal do Acre recebeu os reconhecimentos dos cursos de Tecnologia em Processos Escolares e de Licenciatura em Ciência Biológicas, ambos ministrados no campus Rio Branco. As portarias podem ser verificadas aqui e aqui, respectivamente.

De acordo com a Pró-Reitoria de Ensino, responsável pela coordenação do processo de reconhecimento, a expectativa é de que os cursos de Tecnologia em Sistemas para Internet e o Bacharelado em Zootecnia, ministrados em Rio Branco e Sena Madureira, respectivamente, sejam reconhecidos pelo MEC ainda no ano de 2017. A avaliação de ambos os cursos deve ser realizada, por profissionais do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), ainda no mês de março.

De acordo com a reitora do IFAC, Rosana Cavalcante dos Santos, o reconhecimento dos cursos superiores é reflexo do amadurecimento da instituição, como também do envolvimento de professores, gestores, técnicos administrativos e também dos estudantes. “É sinônimo de um trabalho coletivo que foi importante para que estes reconhecimentos se concretizassem. São resultados que nos deixam felizes”.

Pró-reitora de Ensino (PROEN), Lucilene Acácio, destaca ainda que o trabalho de reconhecimento dos cursos no IFAC também contou com o assessoramento do Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif), por meio do Fórum de Dirigentes de Ensino (FDE).

“O processo de reconhecimento dos cursos do IFAC se iniciou em 2014. Desde então, o trabalho conjunto entre servidores, gestores, professores e alunos tem contribuído para estes resultados. Somos uma instituição que nasceu com a identidade de instituto e mesmo tendo apenas seis anos de funcionamento, isso não nos colocou em uma situação inferior a de nenhuma outra instituição federal”, destacou Lucilene Acácio.

registrado em: ,,
Fim do conteúdo da página