Ir direto para menu de acessibilidade.
Você está aqui: Página inicial > Últimas Notícias > Reitoria > Pesquisa > Ifac certifica 130 pessoas em minicursos e oficinas durante Expoacre 2017
Início do conteúdo da página
Pesquisa

Ifac certifica 130 pessoas em minicursos e oficinas durante Expoacre 2017

Temas trabalhados durante o evento abordaram as cadeias produtivas do Acre

  • Publicado: Segunda, 31 de Julho de 2017, 07h17
  • Última atualização em Terça, 01 de Agosto de 2017, 16h07
imagem sem descrição.

O Instituto Federal do Acre (Ifac) encerrou as atividades na 44ª Expoacre com a certificação de 130 pessoas. O número é referente a quantidade de participantes das oficinas e minicursos ministrados durante os dias 24 e 28 de julho, e que abordaram temáticas relacionadas às cadeias produtivas do Estado.

As atividades foram organizadas pela docente Guiomar Diniz, que é coordenadora do Núcleo de Pesquisa Aplicada em Pesca e Aquicultura do Ifac (Nupa), juntamente com a diretora do campus Avançado Baixada do Sol, Hévea Monteiro. Também realizaram as oficinas e minicursos, os professores do Ifac Jefferson Barros, Edvar Silva, Luciana Castello Branco, Helen Perádio, Marcelo Souza, além dos parceiros como a Embrapa, Seap, Banco Basa, Conab, CVT Agroecologia, Agricotec e Sebrae.

De acordo com Hévea Monteiro, o modelo adotado para execução das atividades em 2017 foi bem sucedido. “Chegamos ao fim de mais uma Expoacre com a sensação de dever cumprido. Todas as vagas de minicursos e oficinas, destinadas aos produtores rurais, foram preenchidas, além de também contarmos com a participação de nossos alunos”.

Conforme explica Hévea Monteiro, para a edição de 2017, as atividades desenvolvidas pelo Ifac abordaram cinco temáticas relacionadas à produção rural local. Durante os dias de atividades, foram apresentados conceitos e novas tecnologias para os cultivos de açaí, hortaliças, produção leiteira, mandioca e pescado.

Veja mais fotos no Flickr do Ifac

“Com apoio da Secretaria de Estado da Agricultura e Pecuária (Seap), conseguimos direcionar as atividades para os produtores da região, cada um em sua área e isso foi bastante positivo. Além disso, junto com os participantes, conseguimos absorver e verificar que todos concluíram os minicursos e oficinas já pensando em suas produções, em adotar novas tecnologias e como os conceitos repassados durante estes dias ajudarão no dia a dia”, destacou a diretora.

Para o ano de 2018, Hévea Monteiro destaca que as atividades continuarão a ser desenvolvidas no mesmo formato: abordando temáticas distintas sobre a produção rural do Acre. Porém reforça a disponibilização de novos temas. “Os minicursos e oficinas foram uma oportunidade de também percebermos o que podemos abordar nas próximas edições. Trabalhando desta maneira, conseguimos atingir muito bem as necessidades do pequeno produtor”.

registrado em: ,,
Fim do conteúdo da página