Ir direto para menu de acessibilidade.
Você está aqui: Página inicial > Últimas Notícias > Reitoria > Pesquisa > Professor do Ifac publica artigo em livro sobre Aprendizagem Baseada em Problemas
Início do conteúdo da página
Pesquisa

Professor do Ifac publica artigo em livro sobre Aprendizagem Baseada em Problemas

Obra está disponível na internet gratuitamente e é voltado a professores, pesquisadores e alunos de Licenciatura

  • Publicado: Segunda, 10 de Junho de 2019, 14h10
  • Última atualização em Quarta, 19 de Junho de 2019, 18h07

No final de maio, foi publicado o livro “Aprendizagem Baseada em Problemas: fundamentos para a aplicação no ensino médio e na formação de professores” pela editora Publiki. A obra é uma compilação de vários artigos sobre o tema, entre os quais está o capítulo de autoria do professor do Instituto Federal do Acre (Ifac), Luis Antônio de Pinho. O livro é voltado a professores, pesquisadores e alunos de Licenciatura e pode ser acessado pela internet no site da eduCapes.

A Aprendizagem Baseada em Problemas é um método instrutivo que foi sistematizado há mais de 40 anos e que vem sendo cada vez mais utilizado como uma alternativa aos métodos tradicionais de ensino nos quais o professor é o centro do processo de ensino-aprendizagem. Na ABP, o ensino é centrado no aluno.

O capítulo escrito pelo docente do Ifac junto com seu orientador no doutorado, Renato Lopes, leva o título “A construção do problema na Aprendizagem Baseada em Problemas”. Conforme explica o professor Luis Antônio, “Neste capítulo, buscamos elucidar como desenvolver situações-problema a serem utilizados na ABP, um assunto relativamente pouco pesquisado, principalmente quando se considera a importância das situações-problema para o método”.

A utilização desse método vem sendo pesquisada no Ifac, principalmente, pelos professores Luis Antônio de Pinho e Cleilton Farias, que trabalharam com o tema em suas pesquisas no doutorado no Programa de Pós-Graduação em Ensino de Biociências e Saúde do Instituto Oswaldo Cruz (IOC). O programa é fruto de um termo de cooperação feito entre o Ifac e o IOC por meio do qual 19 servidores receberam a titulação de doutores, em 2018.

O livro foi organizado pelos professores Renato Matos Lopes (Instituto Oswaldo Cruz), Moacelio Veranio Silva Filho (in memoriam, Fundação Oswaldo Cruz) e Neila Guimarães Alves (Universidade Federal Fluminense).

Com informações do campus Rio Branco

registrado em: ,,
Fim do conteúdo da página